Top 10 – Protesto

Boas!

Aproveitando o momento de grande movimentação social, montei um top 10 com músicas de protesto. As composições são mistas: desde hinos contra a ditadura, até críticas a sociedade. A ideia desta lista não é incitar o ódio contra nenhum grupo, muito pelo contrário, estamos passando por um processo em que é necessário avaliarmos todos os lados. E eu vejo na música um grande meio para isso. Não esqueçam de comentar este post, curtir o facebook e seguir o twitter! Abraço!

Caetano Veloso – Alegria Alegria

“O sol se reparte em crimes / Espaçonaves, guerrilhas / Em cardinales bonitas”

Chico Buarque – Apesar de Você

“Eu pergunto a você / Onde vai se esconder / Da enorme euforia / Como vai proibir /  Quando o galo insistir / Em cantar”

Geraldo Vandré – Pra não dizer que não falei das flores

“Pelos campos há fome / Em grandes plantações / Pelas ruas marchando / Indecisos cordões / Ainda fazem da flor / Seu mais forte refrão / E acreditam nas flores / Vencendo o canhão”

Gonzaguinha – É

“A gente quer viver pleno direito / A gente quer viver todo respeito / A gente quer viver uma nação / A gente quer é ser um cidadão / A gente quer viver uma nação…”

Legião Urbana – Geração Coca-Cola

“Vamos fazer nosso dever de casa / E aí então vocês vão ver / Suas crianças derrubando reis / Fazer comédia no cinema com as suas leis”

Raul Seixas – Mosca na Sopa

“Eu sou a mosca / Que pousou em sua sopa / Eu sou a mosca / Que pintou prá lhe abusar”

Titãs – Polícia

“Dizem prá você / Obedecer! / Dizem prá você / Responder! / Dizem prá você / Cooperar! / Dizem prá você / Respeitar!”

Paralamas do Sucesso – Alagados

“E a cidade que tem braços abertos / Num cartão postal / Com os punhos fechados na vida real / Lhe nega oportunidades / Mostra a face dura do mal”

Tokyo – Humanos

“Querem me obrigar / a ser do jeito que eles são / Cheios de certezas / e vivendo de ilusão / Mas eu não sou / Nem quero ser / Igual a quem me diz / Que sendo igual / Eu posso ser feliz”

Ultraje a Rigor – Filha da Puta

“E eu não vi nenhum tostão / Da grana toda que ela arrecadou / Na certa foi parar na mão / De algum maldito gigolô”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s