X-Men #51 – Panini

Título: X-Men
Editora: Panini
Volume: 51
Data: Março/2006
Gênero: Super-Herói
Número de páginas: 100
Preço: R$ 6,90
Origem: Estados Unidos

Os Fabulosos X-Men – Um grupo de jovens agressores de mutantes é brutalmente retalhado até a morte. Investigando o caso, Ororo e sua equipe se deparam com um mistério ainda mais intrigante… e potencialmente letal.

As edições Uncanny X-Men 450 e 451, escritas por Chris Claremont e desenhadas por Alan Davis.

Investigando uma chacina, a equipe ESX liderada por Ororo irá descobrir que a responsável pelas mortes é uma mutante que também possui garras de adamantium, e é tão forte quanto o Wolverine. Aparentemente, ela passou pelo mesmo programa de Wolverine, que implantou o adamantium em seu corpo.

Durante o desenvolvimento da história, vemos Sábia recordando fatos sobre o Clube do Inferno. Na última pagina da aventura, ela está vestida de forma estranha e adentra nos aposentos do Clube do Inferno. Afinal, ela virou a casaca ou não?

Roteiro mediano de Claremont, que introduz a personagem X-23, e também deixa um gancho para a próxima edição. O desenho competente de Alan Davis dispensa comentários.

Novos X-Men – Academia X – Ventania se une aos Satânicos para resgatar Kevin Ford, mas essa parceria pode destruir definitivamente os Novos Mutantes.

Com roteiro de Nunzio Defilippis & Christina Wier e desenhos de Michael Ryan, as edições New X-Men Academy X 6 e 7 trazem a conclusão da aventura Escolhendo Lados, e o início do arco Assombração, respectivamente.

Acredito que estas aventuras dos Novos X-Men são a oportunidade perfeita para quem quer entrar no mundo dos quadrinhos, principalmente no universo mutante. Aqui, já é possível conhecer um pouco da cronologia, e descobrir que ser mutante não é nada fácil, ainda mais com hormônios a flor da pele.

A conclusão de Escolhendo Lados traz um interessante combate entre Satânicos e Novos Mutantes. Ao final de toda essa confusão, Kevin Ford volta para o Instituto Ford, e duas importantes mudanças acontecem nas equipes: Kevin passa para os Satânicos, e Jay se torna um Novo Mutante.

O relacionamento “tabu” entre Josh e Rahne é mais um pouco explorado, com direito a beijos roubados. Há também a apresentação da irmã mais nova de David, Kim. No meio de tanta mutação, será que ela também possui algum gene x? Então como se explica a capacidade de ela conversar com mortos?

Vale a pena ler? O desenho de Alan Davis está melhor do que nunca, e as 5 primeiras páginas da revista são de cair o queixo. Além disso, as aventuras do Novos X-Men vão se consolidando, trazendo uma visão mais tranquila do ser mutante, em contrapartida da violência presente nas ruas de Manhattan, que mata tantos e tantos mutantes.

Música-tema: Arcade Fire – Suburban War. “But you started a war, that you can’t win / They keep you racing on the streets we grew up in”. “Mas você começou uma guerra que não pode ganhar. Eles te mantém correndo nas ruas em que crescemos”. Clima perfeito para a revista.

Capas americanas:

Uncanny X-Men Vol 1 #450 – dezembro/2004 – Alan Davis

Uncanny X-Men Vol 1 #451 – dezembro/2004 – Alan Davis

New X-Men Vol 2 #6 – dezembro/2004 – Randy Green & Rick Ketcham

New X-Men Vol 2 #7 – janeiro/2005 – Randy Green & Rick Ketcham

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s