Lost Canvas Gaiden #2 – JBC

Título: Cavaleiros do Zodíaco – The Lost Canvas: Gaiden
Editora: JBC
Volume: 2
Data: Setembro/2012
Roteiro/desenhos: Shiori Teshirogi
Gênero: Mangá
Número de páginas: 190
Preço: R$ 12,90
Origem: Japão

Continuando o spin-off Gaiden da série Cavaleiros do Zodíaco – The Lost Canvas, Shiori Teshirogi nos conta a história do jovem cavaleiro de ouro Kardia de Escorpião . Cada edição de Gaiden será focada em um cavaleiro de ouro. Então esta edição não é uma continuação da aventura do Albafica de Peixes.

Em viagem junto com a pequena Sasha (a deusa Athena), Kardia, meio folgado e convencido, irá proteger Athena mesmo que contra a vontade. Impossível não achar graça das situações em que os dois se metem.

Nas primeiras páginas, Kardia e Sasha se dirigem a um bar, e lá são atendidos pela bela Carbella, dona do estabelecimento. Neste momento surgem os jaguares, guerreiros-fera. Os jaguares tentam raptar Carbella, mas são impedidos pelo cavaleiro de ouro de escorpião. Posteriormente descobrimos que o chefe destes jaguares é o Wesda, sacerdote do Sol. Procurando um sacrifício para o deus asteca Tezcatlipoca, Wesda vê no coração ardente de Kardia a sua oferenda perfeita, e em Carbella a sua companheira.

Misturando muito bem a mitologia grega com a asteca, a mangaká Shiori acertou em cheio ao expandir o universo de Cavaleiros do Zodíaco com os jaguares. Expandiu ao ponto de dar nome para a armadura que Wesda e Nahualpilli vestem – a nagual. Teshirogi não só estudou a mitologia asteca como criou um pano de fundo consistente que relaciona Wesda com o deus Tezcatlipoca e Carbella com Quetzalcoatl. Este estudo é observável também nos cenários e vestimentas, em que temos elementos que nos remetem a cultura asteca. Por isso, muito provavelmente esta história se passa na América do Sul (não somos situados no mangá quanto à localização).

Ao final da edição há o Interlúdio do Escorpião, no qual é mostrado como Kardia tem o coração “ardente” e o início de seu treinamento para se tornar um cavaleiro de ouro. Na última página, tem um papo-rápido da mangaká Shiori em que ela comenta como gostou de trabalhar com este volume, e como ela explorou a infância da pequena Sasha, a deusa Athena.

O desenho da mangaká segue sem grandes mudanças, mantendo a média. Mas isso não é um demérito, muito pelo contrário. Apesar de alguns quadrinhos com um desenho confuso, a desenhista capricha muito nas expressões dos personagens.

Vale a leitura? Vale para quem é fã e sabe alguma coisa ou outra da série Lost Canvas. Mesmo para quem não é, esta série Gaiden pode ser aquele empurrão para o leitor gostar de Cavaleiros do Zodíaco – Lost Canvas.

Pra entrar no clima dessa história, fiquem com a música Montezuma de Cusco. Até o próximo quadrinho!

Anúncios

Uma resposta para “Lost Canvas Gaiden #2 – JBC

  1. Pingback: Retrospectiva 2012 | HQ com Música·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s