Grandes Heróis Marvel 1ª série #2 – Abril

Feliz Natal!!!
Em clima natalino, trago para vocês um quadrinho comentado especial.

Título: Grandes Heróis Marvel
1ª série
Edição: 2
Editora: Abril
Gênero: Super-heróis
Período: Dezembro/1983

A segunda edição da primeira série de Grandes Heróis Marvel foi lançada em dezembro de 1983, e aproveitando a ocasião a Abril reuniu 4 histórias com os principais personagens Marvel da época. Vamos viajar um pouquinho no tempo?

Pequenos Milagres – Marvel Team-Up #127 – março/1983

Super-herói não tem sossego, nem no Natal. Peter Parker, o Homem-Aranha, chega a casa de sua tia May para entregar os presentes de natal. Parker conversa com o seu Chekov, um velhinho vestido de Papai Noel que está cabisbaixo. O senhor então conta que está preocupado com sua neta Betty, a qual não quis ir para a festa da tia May. O sentido de Aranha dispara, e Peter sai da casa, e se vê no meio de uma nevasca vestido com a roupa do Homem-Aranha. O Vigia está do lado de fora, e entrega uma misteriosa esfera com a imagem de Betty. O amigão da vizinhança parte então na busca pela garota. Betty acabou se metendo com a turma errada, e está envolvida com bandidos. O aracnídeo encontra aonde a garota está e inicia um combate com os facínoras! No meio deste embate, Betty é atingida por um tiro e o Vigia surge. Confuso, o Aranha joga a esfera na direção do Vigia e este objeto cura Betty. Ao final, Peter leva o seu Chekov no hospital onde sua neta está. A história termina com as lágrimas do Vigia e uma bonita mensagem de Natal.

Com argumento de J.M. De Matteis e desenho de Karry Gammill, esta história tem tudo para tocar as pessoas com sua bonita mensagem natalina. Os desenhos são o padrão da época, então nenhuma surpresa a vista.

Bombas Natalinas – Luke Cage, Hero for Hire #7 – março/1973

Na véspera de Natal, Luke Cage está na clínica onde Noah e Claire trabalham, onde ele observa um homem espancando um menino na rua. O herói vai detê-lo e descobre que homem se chama Marley e que o menino havia cobrado alguns trocados a mais pelo jornal, por isso a briga. Luke então leva o menino para a clínica. Claire e Luke saem, e iniciam uma caminhada romântica, quando avistam um mendigo agitado. Este homem saca uma arma e ameaça o casal. O herói o desarma e sai com Claire. Este mendigo na verdade era o Marley. Depois de um jantar, o casal está novamente andando e o mesmo Marley aparece e ataca Luke. Os dois iniciam um combate devastador. Após o embate, Luke entrega o bandido para a polícia, e coloca Claire num táxi. Porém, ele descobre que Marley nocauteou os policiais e fugiu. Cage pergunta para um papai noel se viu alguém estranho e é nocauteado. Ao acordar, Luke se depara com Marley, e o vilão conta que planeja destruir Nova Iorque com uma bomba nuclear. Mas antes que faça tal ato, Cage consegue impedi-lo.

Roteirizado por Steve Englehart e desenhado por George Tuska, vemos mais uma aventura de Natal “padrão” de super-heróis. O mocinho fica longe de sua família enquanto combate o crime.

Brinquedos Assassinos – Marvel Two-In-One #74 – abril/1981

Depois de fazer algumas compras com o Quarteto Fantástico, Alicia Masters tenta convencer Ben a enviar um cartão de Natal ao seu padastro, o Mestre dos Bonecos, para que a equipe faça as pazes com o vilão. Coincidentemente, o vilão é solto da prisão e recebe a carta do Coisa. De volta ao seu esconderijo secreto, ele começa a planejar sua vingança. Precisando ir às montanhas nos Balcãs para conseguir sua argila, o Mestre se lembra da carta que recebeu, e descobre que seu remetente é o Ben e acha aquilo uma zombaria. Porém, logo pensa em um plano. O vilão parte para o edifício Baxter para a festa anual do Quarteto Fantástico. Alicia está admirada com a “conversão” de seu pai, porém o Quarteto não está tão convencido disso. O pequeno Franklin Richards vê que o vilão não ganhou nada de presente, e aproveitando o ensejo, ele pede uma viagem a sua terra natal nos Balcãs. E assim o Quarteto e o Mestre dos Bonecos partem. Chegando lá, todos se alojam e o vilão sai em busca da argila escondida. Entretanto, ele é atacado por bonecos gigantes. Na manhã seguinte, Bem e Alicia descobrem que o Mestre sumiu e saem em sua busca. Em uma casa, eles são recebidos por Bova, uma vaca evoluída pelo Alto Evolucionário. Ela os convida a passar uma noite lá para que possam procurar juntos o vilão. O Mestre dos Bonecos continua sendo perseguido pelos bonecos, e encontra Ben, só que ambos estão com o tamanho reduzido. O Coisa enfrenta um monte de brinquedos gigantes, enquanto o Mestre tenta acordar o adormecido Modred, o feiticeiro de quem Bova cuida. Assim que ele desperta, os dois voltam aos seus tamanhos normais, e os brinquedos ficam inanimados novamente. Depois dessa aventura, o Quarteto volta para Nova Iorque.

Mark Gruenwald assina o roteiro, e Frank Springer a arte. Novamente, a mesma temática das aventuras anteriores.

Feliz Natal Marvel – Marvel Treasury Edition #13 – 1976

Durante o Natal, os Vingadores e o Quarteto Fantástico travam uma batalha de bola de neve no Central Park. O Homem-Aranha entra na brincadeira para zoar com o Coisa. Neste momento, Ben Grimm se lembra das primeiras aventuras com o Aranha. O mesmo faz o Jaqueta Amarela, recordando quando o Visão entrou para os Vingadores. O Surfista Prateado voa acima do Central Park, e depois vemos o Hulk conversando com o Doutor Estranho e recordando o primeiro encontro deles. Em outro canto da cidade, Matt Murdock relembra suas primeiras aventuras com a Viúva Negra. E, em Los Angeles, os Defensores brincam com a neve. Roteiro de Roger Stern e desenhos de George Tuska.

É interessante observar como essas histórias são datadas. Talvez a última nem tanto, mas as três primeiras sim. Vemos aqui o típico roteiro “arroz-com-feijão” de Natal. O pobre herói está aproveitando uns momentos de merecida paz, e eis que surge um vilão maluco para acabar com esse dia especial, e no fim da história há uma mensagem bonita. Roteiros assim me incomodam. Não são envolventes, são superficiais, e pior, depois de ler você fica se sentindo vazio.

Vale a pena ler? Pelo espírito natalino sim, mas se você está a fim de um roteiro inteligente, passe longe dessa revista.

Música: John Lennon – Happy Xmas War is Over. Nada melhor do que esta música para sentarmos e refletirmos. “Então é Natal, e o que você fez?”

Capas americanas:

Marvel Team-Up #127 – março/1983

Fonte: Samruby

Fonte: Samruby

Marvel Two-In-One #74 – abril/1981

Marvel Treasury Edition #13 – 1976

Luke Cage, Hero for Hire #7 – março/1973

Anúncios

3 Respostas para “Grandes Heróis Marvel 1ª série #2 – Abril

  1. Feliz Natal!!!

    Legal essas historias, mas realmente… Para um história de Natal, eles precisam de alguma coisa mais bacana do que só colocar o herói para dar porrada. A ultima parece ser bacana porque eles ficam brincando e relembrando de outros momentos. Uma coisa mais divertida e casual.

    Parabéns pelo blog meu chapa!

    • Eaí Alfredo!

      Obrigado por visitar o blog, e ser o primeiro a comentar um post por aqui hehehe

      Realmente, a última história é a melhoriznha, enquanto as outras… kkkk

      Ainda sobre o Natal, publiquei dois posts com capas natalinas, confere lá depois 😉

      Abraço!

  2. Pingback: Retrospectiva 2012 | HQ com Música·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s